terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Ruby on Rails é para qualquer um?

Sinceramente, não sei mais como responder a esta pergunta. Em uma análise inicial, a linguagem Ruby me parece fácil, poderosa, simples e muito, muito intuitiva. Ainda na mesma análise, o framework Ruby on Rails segue o mesmo caminho da linguagem no qual fora desenvolvido. O resumo desta análise inicial, seria que, a linguagem Ruby e o framework Ruby on Rails estão mudando minha vida para melhor.

Porém, numa análise mais detalhada, penso agora que, em verdade, tanto a linguagem Ruby como o framework Ruby on Rails, são de fato, difíceis de aprender e usar, complexos ao nível mais-que-absurdo e sem documentação disponível. Isso sem falar em cursos e treinamentos, que não existiriam ou seriam ineficientes.


Se isto for verdade, ai sim, se justificam as dificuldades de empresas Startups como a @Cidadelas, de conseguirem, senão desenvolvedores experientes, pelo menos, jovens interessado em aprender. O que seria terrível nesta realidade, já que, como eu aprendi Ruby e Rails, a única explicação aceitável seria a de que eu seja um super dotado. Mais ainda: O Fabio Akita, então, seria o equivalente ao Yoda, tendo o David Heinemeier Hansson como Santo guardião do universo e o Yukihiro “matz” Matsumoto como Deus.


De forma alguma, acho que tenha, nem mesmo, 1% a mais de potencial ou inteligência, do que outra pessoa qualquer. Nem tampouco aceito que tenha tido esta ou aquela oportunidade, força ou ajuda. Que existem super dotados e pessoas não tão super dotadas assim todos sabemos, mas em geral, as pessoas fazem parte de uma média, tendo assim as mesmas chances de aprender ou não determinada tecnologia, método, arte ou qualquer outra coisa inventada por seres humanos, para ser utilizada por seres humanos. 


Há coisas nas quais nunca me saí bem, como por exemplo, futebol. Minha participação no futebol quando garoto, era sempre a do "falta": Sempre que faltava alguém para um dos lados, eu era escalado. 

Era uma opção clara: Ou chamamos o Fernando ou não terá como a gente jogar. Eu não sabia, como nunca soube jogar futebol, mas não era tratado como "menos" pelos colegas, já que eles tinham a noção do quanto eu, mesmo sendo um "perna de pau", era importante para o jogo.


Futebol e outros esportes à parte, na área da tecnologia eu sempre tive um bom destaque, podendo não estar entre os melhores o tempo todo, mas certamente estive entre os "bons no que fazem".


Por isso, agora penso que Ruby e Ruby on Rails não sejam mesmo para qualquer um. Ruby e Ruby on Rails são, no mínimo, para quem tem disposição.


Você, que ainda não programa em Ruby nem nunca desenvolveu com Rails, discorda?



3 comentários:

  1. Concordo com a dificuldade de achar "padawans" de Ruby em comparação com outras linguagens mais estabelecidas como Java e dotNet.
    Muitos ainda me perguntam se tem emprego para Ruby. Ou eu estou tendo alucinações ou vejo ótimas oportunidades para ruby a todo momento?
    =)

    ResponderExcluir
  2. É medo mesmo. Como você disse ontem, "eles não devem acreditar num blog de 15 minutos".

    ResponderExcluir
  3. Vejo inúmeras oportunidades surgindo. Aliás, vejo um fenômeno bastante interessante ocorrendo: os clientes, em sua maioria, sem conhecimentos técnicos avançados, estão preferindo rails e django(phyton). Se está faltando programadores, o que ocorre com a boa e velha lei de oferta e procura? Será que estaríamos temos menos noção de mercado?

    ResponderExcluir