terça-feira, 1 de dezembro de 2009

A mala direta promocional da má fé


No post anterior, FAPESP emite alerta sobre cobranca indevida, citei um caso de uma cobrança maliciosa que recebemos aqui na empresa, além do alerta emiti pela Fapesp. Hoje, chegaram mais cobranças da mesma empresa, Na verdade, não são exatamente cobranças: Tratam-se de mala diretas promocionais, vinculadas à um pagamento referente ao serviço oferecido na mala direta.

A cobrança/mala direta no valor de R$ 135,00, enviada em nome de REGISTRAR.BR.COM, não tem endereço nem CNPJ. Os telefones todos parecem ser SIP ou Skype e fazendo a consulta do dominio pelo serviço Whois, retornam praticamente as mesmas informações.

A meu ver, isto nada mais é do que um golpe!

A pessoa pode ter ido na Caixa Econômica, abriu uma conta, contratou um serviço de boletos e começou a enviar cobranças disfarçadas para todas as empresas que vê. Se nem CNPJ tem no boleto nem endereço físico, é golpe na certa.

É comum as pessoas fazem confusão entre os domínios que possuem, quando e a quem pagá-los. Digo isto, por ter clientes que são exatamente assim e, constantemente, tem seus domínios bloqueados. Imagine um deles, num momento de correria total, pega uma dessas mala direta promocional da má fé e paga: Já era.

Tudo bem que muita gente não vai pagar, mas sempre em um desavisado que paga. A prova disto é a correspondência que tenho em mãos, caso contrário, ela não seria envia. Isso é mais ou menos como uma aposta ou situação onde nada se tem a perder: Quem pagar, pagou.

Mais um exemplo da desonestidade daqueles que possuem um pouco de conhecimento à mais.

O problema é: Vai reclamar com quem?

Bem, estou reclamando aqui.

E você pode fazer o mesmo: Passe á diante este post, mostre a seus amigos e clientes e deixe bem claro que: As empresas de registro de domínios não enviam cobranças e, caso envie, o custo anual de um domínio é, em média R$ 30,00.

Avisem a todos: Cobraça ou mala direta em nome de REGISTRAR.BR.COM é fraude!

Vejam as imagens, elas falam por si.

Um comentário: